Roteiro por Mondonhedo





Olá a tod@s,

Lembrar-vos que o 24 de Outubro é o roteiro de Mondonhedo. Para facilitar as cousas às pessoas que venham de longe, disponibilizamos um albergue (3 ourinhos noite) para o dia anterior. Apenas há que confirmar datas. Mais singelo impossível!!!

Contacto: 630 350 045

Informaçom sobre o roteiro de Mondonhedo do 24 de Outubro de 2009

Duración: 7h 30 min aprox. entre 15-20 km

O roteiro começa na área recreativa da Fervença, no vrao fai funçom de piscina fluvial, (situada a 3km do centro) mui de moda ultimamente pola próxima contruiçom dumhas mini-centrais. Subimos por um caminho que recorre à beira do rio Tronceda no que ascenderemos a ladeira dum monte (um par de costas pronunciadas) ate chegar à parróquia de Tronceda, próxima ao limite con Abadim.

Dende ali poderemonos achegar até um dos pontos mais altos do concelho, A Toxiza, ubicada na zona que e conhecida como a Fraga Velha (LIC da serra do Gistral) lugar onde estivo fuxido o mítico guerrilheiro antifranquista Luis Trigo Chao " O Gardarrios". Próxima a esta zona havia um cruzeiro em honra ao jefe da Falanxe, asasinado por unha partida de anti-franquistas.


No transcurso deste tramo onde poderemos observar os enormes destroços cometidos e os que ainda estam por se cometer no nome do PROGRESO.

Na Toxiza, subiremos um pouco mais até alcançar a Pena da Roca (o segundo ponto mais alto do concelho),umha vez alí desceremos até a parróquia de Sam vicente,onde foron axusticiados alguns disidentes do regime (a esta altura teriamos que atravesar a n-634).

Dende Sam Vicente até a zona do Valinhadares (recebe ese nome polo rio que banha esas ladeiras) o percurso discorre polo antigo caminho norte e por umhas pistas,despois de atravessar unha antiga louseira chegaremos ata o salto do coro, umha pequena cascada num entorno fermoso.

Por último,acabaremos o roteiro colhendo umha pequena parte da rota da auga, atravessaremos umha pequena ladeira dum monte, até finalizar numha fonte que há o lado da praça da catedral.


Saúde e Terra

A AGRUPAÇOM DE MONTANHA AUGAS LIMPAS (A.M.A.L.) é umha organizaçom independentista de defesa da terra. Toma o seu nome de um dos campamentos que o Exército Guerrilheiro do Povo Galego Ceive tinha nos Montes do Invernadoiro, no Maciço de Maceda.

A Terra galega comprende a actual Galiza administrativa e os territórios históricos orientais da Terra Návia-Eu, Vale de Íbias e Berzo,
a Cabreira e a Seabra.

A defesa da Terra implica conhecer, sentir, respeitar, desfrutar e identificar-se com o nosso País, o seu povo e a sua cultura.

A defesa da Terra implica defender o direito das galegas e galegos a vivermos dignamente no nosso território, sem ingerências impostas desde fora.

A defesa da Terra implica viver e relacionar-se com outras pessoas e com a natureza longe dos parámetros do consumo, individualismo e depredaçom capitalistas.

A defesa da Terra implica construir umha comunidade de resistência que faça frente à violência e espólio sistemáticos que se exercem sobre os recursos naturais, económicos e identitários da Galiza.


A AGRUPAÇOM DE MONTANHA AUGAS LIMPAS tem como actividades:

  • Conhecimento e desfrute da nossa Terra.
  • Marchas e campamentos de montanha.
  • Conscientizaçom e denúncia das agressons sobre o nosso território.


As actividades desenvolvem-se em território galego. O funcionamento interno é assembleário, havendo responsáveis de distintas funçons e actividades.

O símbolo da AGRUPAÇOM DE MONTANHA AUGAS LIMPAS é um/ha montanheiro/a com cabeça de cabra, símbolo de identificaçom com a nossa Terra.

Poderá fazer parte da A.M.A.L. qualquer galeg@ que partilhe estes princípios e esteja dispost@ a participar nas suas actividades.