21 de outubro de 2011

ARDE GALIZA. JUNTA RESPONSÁVEL.



A inícios deste outono de 2011, a Galiza volve a padecer umha imensa crise incendiária. Nestes dias, umha parte importante do nosso património natural e cultural é consumida polas lapas. Perdem-se também fontes importantes de riqueza para a vizinhança, e hipoteca-se o direito a um futuro digno para os galegos e galegas de amanhá. O fim da memória e a desertizaçom do território som as heranças que deixa esta desfeita. Um dano irreparável que, contra o que se diga, tem RESPONSÁVEIS.

-Todos aquelas forças políticas (da UE à Junta) que leva décadas procurando expulsar a populaçom do rural, fechando alternativas de vida nas aldeias. Um rural sem vida é um rural mais vulnerável aos incêndios.

-Umha classe política (representada polo PP) que promove a forestaçom dos montes em detrimento das terras de cultivo e umha economia diversa.

-Um sector económico-empresarial, o madeireiro, que converteu os nossos montes num imenso polvorim com espécies alheias e pirófitas.

-Uns meios de comunicaçom, servos do poder (hoje PP) que ocultam dados, minimizam os danos, e ocultam as más condiçons laborais das brigadas.

-Umha conselharia de meio rural que nom quer organizar umha forte empresa pública, dotada de meios e trabalhadores em boas condiçons, para limpar e conservar os nossos montes.

Tam grande drama colectivo nom se frea laiando-nos e clamando ao céu. Cumpre DENUNCIAR ATIVAMENTE OS RESPONSÁVEIS, e, a um tempo, APOIAR COM FORÇAS TODA ALTERNATIVA DE VOLTA AO RURAL E DEFESA DUMHA VIDA E PRODUÇOM DIVERSA.

SAMUEL JUÁREZ DEMISSOM!
DEFENDAMOS A TERRA!

O NOSSO OBJETIVO É O MIRAVALES, NA SERRA DOS ANCARES

Ascenderemos o Miravales, nos Ancares, no último fim de semana de outubro

Depois do obrigado parom estival, e de termos realizado o nosso convívio em Ortegal, AMAL volta à média montanha. Começamos a temporada com umha visita a umha das serras mais senlheiras, os Ancares, onde a nossa Agrupaçom já tem organizado marchas, vivindo bons momentos.
Os Ancares som a serra que inclui umha vasta cordaleira de picos que vam do Miravales (mais ao norte) até o Alto do Cebreiro. As suas elevadas superfícies andam entre os 1500 e 2000 metros. Linda ao sul com o Courel, e ao norte com a Fonsagrada, com altitudes menores, e com o cordal cantábrico, que nos introduz nas terras vizinhas do Eo-Návia. Ao leste tem a depressom berciana, e ao oeste as terras chas de Lugo.
Os vales dos ancares tenhem quase todos orientaçom horizontal (de leste a oeste), com a única diferença do berciano Vale de Balboa. As suas fronteiras estám marcadas polos rios: Návia ao oeste, Íbias ao norte, Valcarce ao sul, Cua ao leste.
Historicamente, a serra foi conhecida como os 'Montes de Cervantes' (em alusom ao concelho do mesmo nome). Com o passo do tempo, assentou-se o nome que conhecemos, e que toma como referência o Vale de Ancares.

Os Ancares hoje.
A todos e todas nos sonam as problemáticas que assolam a serra: despovoamento, nulo apoio político, falta de serviços, avelhentamento...para mais, a atual extrema direita que governa a Junta enfreou a declaraçom da serra como Parque Natural (igual que fai com o Courel). Com isso e contodo, gratifica ver como existe vizinhança que continua a pelejar polo seu, como comprovamos no blogue ancares-terracelta.blogspot.com.

O roteiro.
O nosso objectivo é o Miravales, administrativamente leonês, a 1966 metros de altitude. Dado que os dias começam a encolher, marcamos a cita de saída às 8h00 diante do albergue da Degrada, o sábado 29 de Outubro.
De alô iremos nos carros até Búrbia, onde se situa o albergue, e onde faremos noite.
Ao dia seguinte, faremos um roteiro de menos duraçom e maior facilidade para aquelas pessoas às que se lhe faga excesiva a primeira rota.
As pessoas assistentes devem levar o sempre imprescindível na montanha: roupa de abrigo e muda, calçado ajeitado, água, duas comidas ligeiras, saco e esteira.
Se o tempo o permite, e como é habitual, aproveitaremos para difundir pola zona a propaganda que a nossa Agrupaçom está a realizar contra a vaga incendiária e denunciando o papel nefasto da Junta.

17 de outubro de 2011

GUIA DOS ROTEIROS 2011-2012

Após o acampamento pola ribeira do Sor e as serras da Faladoira e Coriscada, apresentamos os roteiros organizados para os vindeiros meses.

Montanheir@s em Ancares, ano 2007.

  • Outubro de 2011: Ancares
  • Janeiro 2012: Cabeça de Mazeda
  • Março 2012: Roteiro organizado pola comarca de AMAL em Vigo
  • Abril ou Maio: Roteiro polas fragas do Eume, organizado pola comarca de Ferrol.

Detalhes para o Acampamento 2017 Olá montanheiras! Já está toda pronto para o acampamento: esta sexta-feira, dia 15 de S...